Inglês para os profissionais do Marketing

As vantagens básicas e por que elas não bastam

Assim como em outras áreas, a maior parte do conteúdo produzido está em inglês, e obviamente o domínio deste idioma possibilita ler e investigar um número maior de publicações com informação mais fresca. Por exemplo, os que trabalham com SEO e leem razoavelmente bem em inglês, podem acessar o MOZ.com ou ler o novo livro do seu fundador Rand Fishkin. Ou acessar blogs que tratam do assunto. Já escutar podcasts alcança um outro nível, assim como assistir vídeos sem legendas sobre o assunto. Se a fluência alcança apenas este ponto, de ler e entender, este profissional raramente participa de congressos internacionais, e a sua rede de contatos se reduz a profissionais locais. Porém, os profissionais que geralmente se destacam nacionalmente ou conseguem oportunidades fora do país são aqueles capazes de se beneficiar amplamente de uma segunda língua. Ou seja, tudo depende do tamanho da sua ambição e projetos pessoais.

Expressões em inglês muito utilizadas no Marketing

To run an inbound marketing campaign

Significa conduzir uma campanha de inbound marketing, isto é, aquela que visa conquistar a atenção do target (público alvo) com conteúdo relevante, com informação – e não com promoção de serviços ou produtos. Um blog ou um ebook com temas de interesse do consumidor são exemplos de inbound marketing. Quem escreve ganha credibilidade, quem lê ganha informação.

To create a landing page

Criar uma landing page, literalmente, significa criar uma página de aterrissagem, ou uma página de destino. Por exemplo, se você quer baixar um ebook gratuitamente, é provável que ao clicar em download você tenha de preencher um formulário, ou uma landing page. Se você colocar seus dados, eles disponibilizam o ebook, e captam mais um lead (um contato) de alguém que se interessa pelo tema.

To generate leads

Gerar contatos ou gerar oportunidades. O mais comum é ouvir “gerar leads”. Como vimos no exemplo anterior, ao pedir que o consumidor preencha uma landing page para obter um ebook, a empresa capta mais um lead para sua base.

To retarget

Significa algo como “mirar novamente no alvo”. Hoje é possível ver o histórico de navegação de alguém na web. Se um consumidor fez uma busca por passagem aéreas, a empresa pode mirá-lo novamente (no alvo, no target) e impactá-lo com uma comunicação dirigida a esse interesse do consumidor. 

To increase paywall subscribers

Um dos desafios da sua área pode ser aumentar o número de assinantes (subscribers) por paywall. Paywall, ou “muro de pagamento”, nomeia a estratégia de cobrar pelo acesso a conteúdos digitais, como vemos em alguns jornais. O primeiro jornal a cobrar por alguns conteúdos foi o norte-americano The New York Times.

Benchmark reports 

São relatórios de avaliação comparativa. Hoje os termos benchmark/benchmarking já estão incorporados nas empresas. Quer dizer, em linhas gerais, observar, interagir e aprender com outras empresas – concorrentes ou não. Fazer benchmarking é sair do ambiente interno, olhar o mundo, interagir com pessoas e trazer inspiração para a sua empresa.

As oportunidades de emprego dentro e fora do país

Um termo antigo e que ainda se correlaciona de forma intensa e portanto cada vez mais equivocada com o domínio de inglês é “empresa multinacional”. Estas continuam claramente tendo a sua importância e empregando diversos profissionais bilíngues, porém já não são as únicas. Com o avanço da tecnologia e o surgimento de um grande número de startups, a internacionalização de negócios passou a ocorrer de forma bem rápida, por empresas menores. As oportunidades de emprego para profissionais das áreas de tecnologia e marketing, falantes de inglês, passaram a não se restringir a empresas como Apple e Unilever, mas também a uma série de empresas menores, startups que em cerca de dois, três anos após o lançamento do produto/serviço on-line, expandem para outros mercados de maneira nativa, traduzindo conteúdo e anunciando através das soluções de publicidade do Google e Facebook. Muitas delas oferecem soluções em SaaS (software as a service) e contratam profissionais para trabalhar nos mais diversos países, da Colômbia à Alemanha, dos EUA a Israel. Os hubs tecnológicos se multiplicam e o Brasil costuma ser um dos mercados que muitas dessas empresas desejam conquistar. Porém, para conseguir a vaga, a sua fluência contará tanto quanto o seu currículo. É preciso estar afiado no inglês.

Não fique de fora do mercado de trabalho. Comece hoje seu curso de inglês em imersão e obtenha sua certificação internacional. 

8 Replies to “Inglês para os profissionais do Marketing”

  1. Olá amigos, eu sou suspeito em falar pela minha profissão como é importante o uso da língua inglesa em nossa área! gosto muito do seu blog Parabéns! Muito bem elaborado!

    Curtido por 1 pessoa

  2. MKt, Publicidade e Propaganda não tem como ficar só no português. É uma profissão muito ampla que lida diretamente com meios de comunicação, tem como publico alvo o mundo todo. Então vejo que é uma necessidade o uso do inglês!!!

    Curtido por 1 pessoa

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s