Inglês Jurídico – A necessidade do inglês no Direito Internacional

Seja para fazer um curso de extensão, especialização ou mesmo para buscar referências em processos, litígios e casos internacionais, saber alguns termos em inglês usados no Direito é essencial para a carreira. Afinal, ao encontrar uma common law, sem saber que seu significado é o mesmo que jurisprudência ou mesmo não entender que complaint se trata da petição inicial de um processo, joga por água abaixo toda a compreensão do modelo buscado.

Profissionais da área de Direito têm necessidades específicas de uso da língua por uma série de razões, seja para ser específico em um contrato, seja para fins de retórica em um julgamento, seja no estudo das leis e em diversos outros contextos nos quais é preciso exatidão para entender e para se fazer entender adequadamente.

Todavia, muitos profissionais do Direito resistem a esta realidade e questionam como o conhecimento do inglês poderá auxiliar em suas carreiras, em especial, por se fixarem ao fato de que a maioria dos países Anglo-Saxões pertence a Common Law enquanto nós optamos pela Civil Law.

No entanto, há que se ter em mente que o Direito não se restringe ao contencioso. Há toda uma enorme gama de áreas a serem exploradas pelo Advogado, bem como que o inglês não se limita aos países que o utilizam como língua materna. O inglês é uma língua universal, que possibilita a comunicação com qualquer pessoa, de qualquer lugar do mundo.

No Direito Empresarial, por exemplo, o inglês é essencial. Empresas estrangeiras, multinacionais que aqui se instalam, precisam conhecer nosso sistema jurídico, precisam de advogados que sejam claros nas explicações, que participem das reuniões, orientem na elaboração de cláusulas contratuais. Não basta, apenas, ter o conhecimento jurídico, é preciso, também, ter a habilidade de comunicar esse conhecimento.

No Direito Ambiental, importantes casos têm sido decididos nos Estados Unidos e, pela sua importância, têm repercutido no mundo todo. A leitura deles é fundamental para o profissional que quer se manter atualizado. Na área do Direito do Consumidor, o conhecimento é indispensável, porque o Brasil sofre influência dos países do Direito costumeiro nessa área.

Nas Arbitragens internacionais, o inglês oferece um leque de oportunidades interessantes e rentáveis. Nas relações com os países africanos, o inglês facilitará e muito os negócios. No Direito Esportivo, que movimenta milhões, conhecer o idioma poderá ser a abertura de novas oportunidades, em especial num momento de grandes eventos no Brasil.

Além disso, falar inglês abre portas, culturalmente falando, o que facilita o relacionamento com estrangeiros, auxilia o networking e pode, certamente, significar mais oportunidades, seja de empregos formais, ou de captação de clientes de qualquer lugar do planeta.

Comece hoje seu curso de inglês jurídico.

Inglês por imersão para você ter resultados mais rápidos. 

3 Replies to “Inglês Jurídico – A necessidade do inglês no Direito Internacional”

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s