Quer morar na Irlanda? Vagas de trabalho e visto para Irlanda

Morar no exterior é sonho para muitos, realidade para alguns e, entre as experiências positivas e negativas, há algumas óbvias e outras nem tanto. Listamos alguns itens para você se preparar durante o planejamento da sua viagem. Primeiro vamos falar sobre os tipos de Vistos que a Irlanda possui para estrangeiros. Desta forma você já pode fazer seu planejamento seguindo as determinações legais para morar na Irlanda. 

Stamp 0 – Estada temporária ou Permissão limitada (90 dias)

Esse tipo de visto é concedido a pessoas que entram na Ilha sem o objetivo de receber benefício do Estado e que cumpram alguns requisitos, sendo um deles o de estar coberto por um seguro de saúde particular. O imigrante que desejar entrar na Irlanda com o Stamp 0 deverá ter os próprios meios de subsídio ou alguém que o faça. Neste último caso, provas serão necessárias. Este tipo de imigrante fica vedada qualquer oportunidade de emprego ou mesmo tentativa de estabelecer um negócio, a menos que o INIS indique a permissão através de uma carta.

Pessoas elegíveis a esse tipo de visto: 

• Provedor de serviço estrangeiro que tenha sido enviado à Irlanda por uma companhia também estrangeira para executar alguma tarefa por tempo limitado;

• Alguém cujo objetivo da visita prolongada à Irlanda seja prestar serviços humanitários;

• Visitantes acadêmicos;

Para informações mais detalhadas sobre esse tipo de visto, consulte o documento disponibilizado pelo INIS.

Stamp 1 – Visto de trabalho

O Stamp 1 é o almejado Visto de Trabalho. Neste caso, o cidadão que desembarca por aqui precisará de uma proposta de trabalho de uma empresa estabelecida na Irlanda para aplicar para este visto. Enquanto o empregador não tiver recebido a permissão para contratá-lo, o imigrante que possui esse tipo de visto não poderá trabalhar em outros cargos nem se envolver em nenhum negócio ou profissão sem autorização prévia concedida pelo Ministério da Justiça e da Igualdade. O cidadão deverá também respeitar a data de expiração do visto.

Pessoas elegíveis a esse tipo de visto: 

• Cidadãos de países que não façam parte da zona do Euro (non-EEE) e que já possuam Work Permit, Green Card ou permissão para administrar negócios em solo irlandês;

• Cidadãos de países que não façam parte da zona do Euro (non-EEE) que possuam permissão de residência na Irlanda;

• Cidadãos de países que não façam parte da zona do Euro (non-EEE) que possuam permissão de trabalho como dependente de cônjuge.

Stamp 1A – Visto de Trainee

Visto mais limitado, que permite o cidadão atuar como trainee em solo irlandês, em tempo integral, seguindo regras, termos e condições específicas. Acesse o site do Governo Irlandês para mais detalhes.

Pessoas elegíveis a esse tipo de visto: 

• Estudantes que sejam cidadãos “non-EEE” de cursos de contabilidade.

Stamp 2 – Visto de estudante com permissão de trabalho

É o visto com o qual a maioria de nós, brasileiros, permanece na Ilha Esmeralda. O Stamp 2 é concedido sob a condição de o imigrante entrar no país com o objetivo de frequentar aulas regulares, podendo trabalhar até 20h durante o período de aulas e até 40h em meses específicos (entre os meses de junho e setembro; e entre 15 de dezembro e 15 de janeiro).

O prazo de expiração do visto, que tem um total de 8 meses, também deve ser respeitado e o imigrante com esse tipo de permissão não poderá recorrer a nenhum tipo de serviços oferecidos pelo governo, tais como saúde, seguro desemprego, etc. Para se enquadrar nesta categoria de visto é necessário se matricular em um curso com duração mínima de 25 semanas em uma instituição aprovada pelo governo Irlandês.  Já escrevemos aqui sobre a lista ILEP.

Ao desembarcar na Irlanda, o oficial te dará um visto temporário de um mês para que você tenha tempo para providenciar os demais itens necessários ao candidato a estudante no país, comprovando-se assim que você é um estudante genuíno. Esses documentos incluem:
– Carta da escola, com curso de carga mínima semanal de 15h/aula por semana
– Ter seguro governamental ou médico privado de uma empresa estabelecida na Irlanda
– Comprovante de pagamento do curso
– 3.000 euros comprovados em extrato de uma conta em banco irlandês ou outro método aceito pelo governo
– Comprovação de endereço

– Prova de que a escola possui o Learner Protection.
– O valor de 300 euros pelo registro do Irish Residence Permit  – IRP

Obs: Uma vez que você tenha organizado todos esses documentos é hora de agendar um horário online e ir à imigração para solicitar o visto definitivo de um 8 meses, pegar seu cartão de registro, o IRP e ser feliz!

Pessoas elegíveis a esse tipo de visto: 

• Cidadãos non-EEE que viajem à Ilha com o objetivo de estudar em cursos de idioma ou universitários por um período mínimo de 6 meses (e máximo de 8 meses – para estudantes de idiomas). Pode ser renovado até 2 vezes.

Stamp 2A – Visto de estudante sem permissão de trabalho

Similar ao anterior, por exigir que o imigrante esteja matriculado em um curso, no entanto, com este tipo de visto não é permitido trabalhar nem em período integral (full-time, 40h) nem em meio período (part-time, 20h).

Pessoas elegíveis a esse tipo de visto: 

– Cidadãos non-EEE que frequentem aulas de cursos que não sejam reconhecidos pelo Departamento de Educação e Ciência, no período máximo de seis meses.

Obs: Vistos de estudante só podem ser renovados 2 vezes!

Stamp 3 – Permanência sem permissão de trabalho

O Stamp 3 concede a permissão de permanência, porém sem a possibilidade de abrir um negócio ou atuar no mercado de trabalho (salvo algumas exceções), até a data especificada pelo oficial de imigração. O imigrante deverá respeitar a data de expiração do visto e não poderá permanecer após a mesma.

Vale ficar atento às novidades, pois já existe campanhas no intuito de alterar a limitação dos dependentes, possibilitando assim que eles possam trabalhar no país assim como seus companheiros.

Pessoas elegíveis a esse tipo de visto: 

– Cidadãos non-EEE que estejam visitando alguém;

– Cidadãos non-EEE aposentados e que tenham meios para se manter;

– Cidadão non-EEE que seja ministro de culto religioso ou membro de alguma ordem religiosa;

– Cidadão non-EEE que seja cônjuge ou dependente de um cidadão que possua a permissão de trabalho/permanência em solo irlandês.

Stamp 4 – Permanência

Esse visto garante a permanência em solo irlandês até uma data especificada.

Pessoas elegíveis a esse tipo de visto: 

– Cidadão non-EEE que seja familiar de um cidadão nacional de um dos países integrantes da zona do Euro (EEE);

– Cidadão non-EEE que seja cônjuge de um cidadão irlandês;

– Refugiado;

– Cidadão non-EEE que esteja buscando reagrupamento familiar em conformidade com o Ato de Refugiados de 1996;

– Cidadão non-EEE que seja pai ou mãe de criança nascida em território irlandês, no caso do governo ter autorizado a permanência de um dos pais;

– Cidadão non-EEE que seja familiar de um cidadão europeu, de modo que possa ser qualificado sob o Regulamento das Comunidades Europeias de 2006.

– O Stamp 4 é dado a profissionais que atuem em áreas de demanda no país e recebam uma proposta de emprego. Para conhecer essas áreas acesse o Critical Skills Employment list.

Stamp 1G

O visto 1G é o mais novo criado pelo governo irlandês e surge para melhorar as possibilidades de trabalho do estudante não europeu e recém-graduado, em um dos cursos superiores disponíveis e creditados no país. O que é exatamente esse visto?

O visto é direcionado a estudantes que tenham concluído cursos de nível QQI 8 a 10 e que estão ávidos a entrar no mercado de trabalho. O stamp 1G pode ser requerido assim que esses estudantes receberem os resultados dos exames finais do seu curso. Esse visto será um chamativo para as empresas, uma vez que ele indica que esse aluno está apto a entrar no mercado profissional e com permissão de trabalho de 40h, que é o que as empresas mais buscam. Antes, com o Stamp 2 (visto de estudante), não se diferenciava quem eram os estudantes que poderiam trabalhar apenas part-time (20h), como os alunos de curso de línguas, e quem poderia trabalhar full-time (40h). Agora isso mudou.

Além dessa facilidade, o estudante com o stamp 1G terá um ano (tempo máximo de duração do visto) para aumentar as  suas chances de ser absorvido pelo mercado profissional e receber propostas de o work permit ou green card.

Para aplicar para o visto 1G, o estudante deve também fazer parte do Graduate Scheme, um programa que dá aos estudantes graduados o direito de trabalhar full time no país pelo período máximo de 12 meses.

Caso precise de mais informações, vale entrar em contato diretamente com o INIS.

Stamp 5

Terão direito a esse visto, pessoas que residiram legalmente no país por 8 anos. O Stamp 5 é um visto sem data de validade determinada e é elegível para quem está no processo de naturalização. Não são legíveis os provenientes dos vistos: Stamp 0, Stamp2, Stamp 2A, Stamp 4 (específico para médicos e profissionais em processo de transferência de empresa, incluindo seus dependentes), Stamp 1 (específico para contadores), assim como visitantes temporários que receberam visto na fronteira portuária.

Stamp 6

Recebem aqueles com dupla cidadania, sendo uma delas a Irlandesa. O Stamp 6 também garante a permanência no país sem data limite.

Para obter o stamp 6 que será dado no passaporte não irlandês, o cidadão  deverá apresentar o passaporte irlandês.

Obs.: É importante lembrar que para além das especificações de cada tipo de visto aqui expostos, há outros requisitos que deverão ser cumpridos, sob pena de deportação em caso de descumprimento, e que a imigração tem o direito de exigir as provas de tudo o que julgar conveniente. Por isso, sempre que houver uma dúvida muito específica ou para saber exatamente o que você precisará apresentar à imigração, indicamos a consulta ao site do INIS ou até mesmo entrar em contato com o órgão para maiores informações.

Informações e acompanhamento gratuito sobre seu visto para Irlanda podem ser adquiridas no website. Clique aqui

Veja esta dicas rápidas e importantes que separamos para você que esta querendo ir para a Irlanda. 

1 – Atenção às restrições de bagagem

Preste atenção a quantidade de peso que você pode carregar em uma viagem entre cidades da Irlanda, principalmente se estiver viajando por companhias de preços mais baixos. Eles são bem exigentes quanto ao limite máximo de bagagens.

2 – Var morar na Irlanda? Cuidado com os Adaptadores

Os americanos que vão pra lá fazem isso muito bem. Não esqueça de estocar o máximo de adaptadores que você conseguir. A corrente elétrica é bem diferenciada, além disso as entradas e tomadas também são bem distintas.

3 – Morar na Irlanda – Vai chover

E muito. Então, esteja sempre preparado para sair de guarda-chuva ou galochas.

4 – Mas pode fazer sol

Pois é. De repente, em um dia de chuva, pode sair aquele solzinho maroto. Então, não esqueça também os óculos de sol.

5 -Inglês é a língua oficial

E é por isso que você deve ter o inglês fluente antes de pensar em ir morar lá. Fazer um ótimo curso de inglês vai lhe ajudar a ter uma segurança maior quando chegar no país. O Irlandês não é muito falado, a não ser que você decida fazer um tour pelas regiões gaélicas.

5 -Inglês é a língua oficial

E é por isso que você deve ter o inglês fluente antes de pensar em ir morar lá. Fazer um ótimo curso de inglês vai lhe ajudar a ter uma segurança maior quando chegar no país. O Irlandês não é muito falado, a não ser que você decida fazer um tour pelas regiões gaélicas.

6 – Irlandeses gostam de reclamar

Mas chega a ser bonitinho. Normalmente você vai encontrar os irlandeses reclamando do tempo, dos bancos, do governo… mas não tenha medo. Cão que ladra não morde e, quase tudo, sempre termina em um pub com muita guinness para comemorar as reclamações.

7 – Eles dirigem do lado “errado” da rua

Ao morar na Irlanda você vai perceber que eles dirigem do lado oposto ao que estamos acostumados no Brasil.

8 – Gorjetas não são obrigatórias

A não ser que você queira mesmo dar uma gorjeta por um bom serviço de táxi ou qualquer outra coisa que for contratar. Mas, não se sinta na obrigação.

9 – Nem sempre os ônibus param só com um aceno

Quando estiver morando na Irlanda você vai perceber que, quase sempre, o aceno não é suficiente para fazer um ônibus parar. Então, não se assuste se você vir uma pessoa pulando no ponto de ônibus. Com o tempo, você se acostuma a fazer isso também.

10- Qualquer coisa acima de 17º C é considerado calor absurdo

E aí, a galera da Irlanda sai de casa, vai para os parques, praias… todo mundo de shorts e derretendo com uma temperatura de, vejam vocês, 21º C.

11 – 4 em 1

Chegou em casa depois de uma noitada? Um 4 e 1 vai muito bem! É um prato que cura qualquer ressaca, muito consumido entre os irlandeses e que tem: arroz, curry, batatas fritas e frango com molho. Delícia!

12 – Nunca diga não se te oferecem uma xícara de chá

Aceite. Ao morar na Irlanda você vai perceber que o povo é bem amistoso. Então, aceite o chá que te oferecem, deguste (porque é uma delícia) e bata um bom papo. Não aceitar é considerado má educação.

Na próxima semana divulgaremos o websites com vagas disponíveis para trabalhar na Irlanda.

3 Replies to “Quer morar na Irlanda? Vagas de trabalho e visto para Irlanda”

  1. Boa noite amigo! divertidíssimo seu post!! nada melhor que um 4 e 1 depois de uma noitada!!!! sou suspeito em falar!!

    Curtir

  2. Que bacana, pretendo trabalhar ano que vem na Irlanda e estou sempre buscando informações!! gostei muito do seu blog bem atual e proveitoso!! virei fã!!! 😀

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s